A Conspiração Informática

Isso já deve ter acontecido com você (é mais comum do que se imagina): você está no seu trabalho e, de repente, pimba! Seu computador dá bug

 

Nesse momento, você acabou de perder algumas horas de seu precioso trabalho porque nunca se lembra de salvar e confia (às vezes faz até uma oração) que o documento tenha sido salvo automaticamente pelo software – ledo engano (tsc, tsc, tsc) pois, nessa hora, nem Jesus salva se você mesmo não tiver usado o Ctrl+S.

 

Diante da tragédia anunciada (pois seu chefe canibal a essa hora já está com água na boca para comer seu fígado), você inocentemente telefona para o setor de informática, na esperança de ser socorrido. Então, em poucos minutos, entra em sua sala um jovem com a metade (ou mais da metade) de sua idade, tênis All Star desbotado, uma calça jeans surrada e uma camiseta com a estampa do Darth Vader ou do Seu Madruga, além de um par de óculos de grau com armação de acetato preto em estilo retrô. Com aquele ar natural de arrogância juvenil e do alto de sua cara cheia de espinhas, aquele rapaz só tem em mente um pensamento: “Tiozinho burro! Aposto que isso é problema de B.I.O.S. – Bicho Ignorante Operando o Sistema!”.

 

O jovem bizarro, então, mexe de um lado, mexe de outro, aperta rapidamente uma sequência de botões no seu teclado e, como num passe de mágica, (ufa!) sua máquina volta a funcionar normalmente. Seu documento está perdido mesmo, mas ainda dá tempo de você recomeçar o trabalho.

 

Você pergunta ao garoto qual foi o problema, mas como ele tem plena certeza que você não sabe de nada, dá-lhe uma resposta hermética e garante que não foi nada grave. Nos dias seguintes, o problema se repete. Você se descabela com a sequência de bugs e o garoto garante o emprego dele, sendo o único capaz de resolver os seus problemas com a sua máquina (ainda que paliativamente)…

Como eu já falei antes, nada disso deve ser novidade para você. O que você não sabe, porém, é a verdade que existe por trás de tudo isso!

 

Você não sabe que, na verdade, aquele jovenzinho asqueroso faz parte de uma terrível sociedade secreta que, pouco a pouco, está dominando o mundo. A sociedade secreta em questão é a NERD (Nova Era da Realidade Digital) e seus adeptos, os nerds, estão espalhados por todos os lugares.

Suspeita-se que os nerds tenham surgido ainda no século XVIII, em plena Revolução Industrial, tendo sido John Napier (1550-1617), um escocês inventor dos logaritmos, o fundador desta ordem hermética (ele também inventou os “ossos de Napier”, que eram tabelas de multiplicação gravadas em bastão, o que evitava a memorização da tabuada).

 

Depois disso veio Ediin, com sua máquina capaz de somar, subtrair, multiplicar e dividir. Essa máquina foi perdida durante a Guerra dos Trinta Anos. Durante muitos anos nada se soube sobre essa máquina, por isso, atribuía-se a outro nerd famoso, Blaise Pascal (1623-1662) a construção da primeira máquina calculadora, que fazia apenas somas e subtrações.

 

A máquina Pascal foi criada com objetivo de ajudar seu pai a computar os impostos em Rouen, França. O projeto de Pascal foi bastante aprimorado pelo matemático alemão Gottfried Wilhelm Leibniz (1646-1726), que também inventou o cálculo, o qual sonhou que, um dia no futuro, todo o raciocínio pudesse ser substituído pelo girar de uma simples alavanca. Nascia aí a vontade desta sociedade secreta dominar o mundo e o pensamento da humanidade!

 

Após uma longa e oculta sucessão de fatos históricos, o primeiro computador eletro-mecânico foi construído por outro nerd, Konrad Zuse (1910–1995). Em 1936, esse engenheiro alemão construiu, a partir de relês que executavam os cálculos e dados lidos em fitas perfuradas, o Z1. Zuse tentou vender o computador ao governo alemão, que desprezou a oferta, já que não poderia auxiliar no esforço de guerra. Os projetos de Zuse ficariam parados durante a guerra, dando a chance aos americanos de desenvolver seus computadores.

 

Foi na Segunda Guerra Mundial que realmente nasceram os computadores atuais. A Marinha americana, em conjunto com a Universidade de Harvard, desenvolveu o computador Harvard Mark I, projetado pelo professor Howard Aiken, com base no calculador analítico de Babbage. O Mark I ocupava 120m³ aproximadamente, conseguindo multiplicar dois números de dez dígitos em três segundos. Era um verdadeiro templo da informática.

A partir daí, a evolução das máquinas e da seita NERD não parou. Nomes famosos como Bill Gates, Steve Jobs, Mark Zuckerberg, entre outros, fazem parte desta sociedade que possui um verdadeiro exército de jovens que usam tênis, jeans, camisetas geeks e blusas xadrez.

 

Eles possuem também um código, um pacto secreto:

 

“Criaremos frentes separadas de atuação para evitar que eles vejam a conexão entre nós. Nos comportaremos como se não estivéssemos conectados, para manter viva a ilusão. Nosso objetivo será alcançado byte-a-byte, para nunca trazer suspeitas sobre nós. Estaremos sempre acima do campo relativo da experiência deles, pois nós retemos os segredos do absoluto. Usaremos nossos conhecimentos de ciência de forma sutil, para que eles nunca vejam o que está acontecendo. Precisamos ser espertos na disseminação de vírus. Eles crescerão com depressão, devagar e obesos, e quando vierem nos pedir ajuda, nós iremos dar a eles mais softwares e redes sociais. Iremos focalizar a atenção deles para o dinheiro e bens materiais, de tal forma que eles nunca possam conectar-se sem serem obsoletos. Iremos encontrar modos de implementar tecnologias de controle mental em suas vidas, tais como o Kinect e outras ferramentas de realidade aumentada. Quando nosso objetivo for conseguido, uma nova era de dominação irá começar (a Nova Era da Realidade Digital – NERD). Este é o pacto secreto pelo qual viveremos pelo resto das nossas vidas presente e futura, pois esta realidade irá transcender muitas gerações e muitos períodos de vida. Este pacto é selado com bits, nossos bits. Nós, os eleitos, aqueles que do céu para a terra vieram”.

 

E assim, nós, simples mortais, vamos sobrevivendo, sem que estes filhos da puta resolvam um só dos nossos problemas cotidianos com a informática!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s