PROBLEMA CRÔNICO

“Crônica” é uma palavra interessante. Pode ter o sentido de fato, registro, relatório, reportagem. Mas também pode significar algo incurável ou recorrente. O que eu tento é escrever sobre fatos, registrar observações e devaneios, relatar coisas cotidianas… mas percebo que os significados menos “nobres” também acabam fazendo parte deste meu hobby. Assim, sou um jornalista “incurável” que tem um problema “recorrente”: tentar escrever bons textos. Busco me esmerar nesse ofício, me espelhando em mestres como Rubem Braga, Vinícius de Moraes, Luis Fernando Veríssimo e tantos outros que costumo ler diariamente. Mas é uma tarefa árdua.

Às vezes me sinto na obrigação de escrever diariamente sobre qualquer coisa. Mas quando me sento diante do computador e começo a buscar ideias para um bom texto, nem sempre sai algo que eu considero aproveitável. Então eu me retraio e nada mais escrevo.

Esta crônica que tento (com muito custo) terminar de escrever não é algo importante. Não se trata de um relato importante ou um registro de algo que desperte o interesse de quem quer que seja. É, antes, um desabafo de alguém que deseja resolver com urgência um PROBLEMA CRÔNICO: Escrever bem e cada vez melhor.

23 de novembro de 2011

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s